Frete Grátis para compras acima de R$ 199,00 e 12x s/ juros

Quatro anos empreendendo com propósito

Quatro anos empreendendo com propósito

Este mês cumprimos quatro anos! Feliz aniversário para nós <3
Agora, como nasceu a nossa empresa? 
Boa parte de vocês sabe que começou com o banheiro canino, e ele foi criado por pura necessidade. Poderia ter sido uma solução só para a Pepa e a Lili, nossas peludas que moravam em apartamento (“apertamento”) lá em 2016, quando estávamos grávidos do nosso primeiro filho? Poderia. Mas entraram na equação amigos maravilhosos que botaram fé no que havíamos criado, quando nem víamos o potencial: pediram para testar, adoraram, e nos incentivaram a botar a ideia no mundo. 
Aí caiu a ficha! A gente já estava questionando nosso papel no mundo, cada um em sua carreira, sentindo que não fazíamos diferença. Entender que nosso problema como tutores de apartamento podia ser também a necessidade de outras famílias, e que isso podia mudar a relação das pessoas para melhor, foi o que abriu nossos olhos. Ter nosso primeiro filho foi um incentivo ainda maior para colocarmos em prática o que já estava martelando na cabeça: precisamos deixar um mundo melhor, cuidar do meio ambiente, reduzir nosso impacto como espécie. Esses dois eixos são a base da nossa motivação como pessoas e como empresa:
  • “Pra gente é inegociável o propósito: a empresa é um meio de alcançar o mundo melhor que a gente sonha. Usamos tudo o que a gente construiu e criou, toda nossa capacidade para isso. Melhorar o bem estar do pet, a vida das pessoas, reduzir a pegada ambiental, melhorar a forma de fazer as coisas. Meu propósito é que a gente sempre tenha um impacto positivo real na vida das pessoas, individual e coletivamente.” 
  • Lara, fundadora
Entendemos que nosso foco tinha que ser nessa nova configuração familiar, em que pets são parte da família. Que tipo de relação familiar é essa em que a gente só dedica o tempo a ficar “na função” e não consegue se curtir? Queremos que o tempo nas famílias seja melhor aproveitado, ao invés de desperdiçado com atividades que não trazem felicidade. Por isso queremos trazer soluções inteligentes, que minimizem o tempo perdido e o impacto ambiental. Enxergar uma nova possibilidade dá aquele quentinho no coração. É isso que buscamos sempre!
  • Somos inquietos com o status quo e não medimos esforços para plantar sementes de mudanças.” 
  • Lara, fundadora
Com essa fundação e esse objetivo muito claro entra todo o trabalho invisível: entender quais os problemas que a gente vai se propor a solucionar, pesquisar sobre comportamento dos animais, entender nossos clientes e o que eles precisam. São quatro anos de aprendizado e questionamento diário. E ficamos muito felizes de ver o quanto caminhamos e aprendemos, até com os tropeços.
  • Quando vejo o cliente falando que ‘é a melhor invenção’ é muito louco! Quer dizer que está chegando para a pessoa algo do nosso esforço. Uma coisa é a gente fazer com esse intuito e tem todo um desenvolvimento, produção, logística mas aí o cliente falar que ficou feliz de adquirir é porque de fato agregou pra vida dele ou dela”
  • Fábio, fundador
Não tem linha do tempo detalhada que consiga explicar o quanto a gente aprende, tudo o que a gente passa. Quem empreende se depara com uma série de questões que vão muito além do produto ou do cliente: você se torna responsável por tudo, não só sua subsistência e da sua família, mas a de quem trabalha com você. Você precisa não só garantir que seu produto funcione, mas procurar qual o melhor processo, maquinário, matéria prima, envio e atendimento para seu cliente, ferramentas de gestão, parceiros de trabalho alinhados com as suas crenças. Refletir sobre que tipo de ambiente você quer desenvolver para sua equipe, a qualidade de vida de quem trabalha com você. Tomar decisões em cima de todas essas variáveis. Isso sem falar das incertezas financeiras, o contexto internacional, a economia, e tantas coisas que não dá pra controlar. 
Alguns profissionais nos orientaram a terceirizar a produção, a fazer na China e ter uma margem maior e menos “dor de cabeça”. Ou a arranjar sócios com capacidade produtiva e cuidarmos só da marca. Até a colocar desconhecidos para atender os clientes ou grandes agências para comunicar. Mas isso é tão distante do que a gente acredita que sempre fomos no sentido contrário. Existe uma alma que não dá pra mecanizar. Queremos isso tudo perto de nós, com cuidado, com responsabilidade, com carinho e respeito.
  • “Não abrimos mão da responsabilidade desde a produção e embalagem até o uso e descarte final.”
  • Lara, fundadora
  • “Não quero cair num modelo de negócios tradicional, que briga por margem, que vende um produto que não agrega valor, fazer o que todo mundo faz em termos de produto e distribuição… Ter sócios pra ficar grande, mas ficar tradicional.
  • Fábio, fundador
Nossa operação é enxuta, e vemos isso como algo bom: a gente está perto um do outro, conversamos, as pessoas do time sabem que estão sendo vistas, e todo mundo está engajado em entregar o seu melhor. É diferente do que numa corporação. 
  •  “Tenho a oportunidade de ajudar a Weasy a crescer, de ver o projeto se desenvolver, e de me destacar também. É uma empresa com meu estilo.” 
  • Marcelo, engenheiro e primeiro colaborador Weasy
A gente sabe que o caminho não é fácil nem para quem quer pegar atalhos e seguir modelos tradicionais de gestão e negócio. E sabemos também que nossas escolhas são diferentes, pois não enxergamos o negócio como “meio do caminho” para o lucro. Vemos como o propósito da nossa vida, nossa alavanca para mudar o mundo. E não dá pra mudar o mundo fazendo igual todo mundo. 
A verdade é que não tem saída fácil, nem caminho pronto. Dá pra fazer um paralelo com maternidade e paternidade: não adianta só ler livro e pegar as dicas com quem já é nenhum filho é igual e nenhum pai ou mãe nasce pronto. As dificuldades são grandes, mas a gente vai criando juntos, com estudo, colaboração, força e amor. Fazendo o melhor possível a cada momento. 
  •  
  •  “Seguiremos questionadores, inconformados e criativos. E estamos cada dia melhor acompanhados nesta busca.”
  • Lara, fundadora
 
 Mas mais do que isso, seguiremos responsáveis e fazendo tudo com o coração.
Agradecemos estes quatro anos de existência, quatro anos de comunidade sendo construída, quatro anos de propósito sendo exercitado. 
É um feliz aniversário!