5 momentos que nos fazem amar os cães

  1. Quando se conectam com aqueles que amamos
Seja seu parceiro, parceira, a sua barriga (que logo virá a ser seu bebê), alguém sua família, amigos ou outros pets, aquele momento em que - mesmo sem entender direito o que é um bebê, ou um gato, ou um namorado - seu cão “adota” quem é importante para você, entendendo que estão na matilha também, é de emocionar. Agora, às vezes esse amor fica tão grande que a gente pode até ficar com ciúmes, né? hahaha. Mas sem medo, que o que mais tem nos peludos é amor para distribuir.
 
  1. Quando entendem a gente
Os cães entendem centenas de palavras e gestos, e já sabemos que tem a inteligência de uma criança de cerca de dois anos. Entendem tantas palavras que a gente até assusta: os diversos nomes que inventamos pra eles, passam a entender não só as palavras clássicas (como passeio, comida, petisco) mas as outras que usamos pra que não entendam a gente. Mas, além de palavras, entendem emoções. Quem conhece um peludo que entra no meio de discussão para proteger quem “está levando bronca”, ou consolam a gente quando choramos por ver um filme triste. Conseguem sentir no olfato nossas emoções como estresse, medo e alegria - mas também nos entendem em termos muito mais sofisticados, é uma comunicação construída na convivência e no afeto.
 
  1. Quando sentimos o cheirinho deles dormindo
Cães têm cheiros próprios, que são produzidos pelas glândulas nas orelhas, coxins das patinhas, nariz e no ânus. É assim que se conhecem e cumprimentam, inclusive. Muitos cães quando dormem, e estão com o corpo mais quente e relaxado, e sem outros odores para competir com suas glândulas, soltam um cheirinho no sono. É algo confortante, descrito por muitos tutores como cheiro de pipoca. Muito possivelmente tem a ver com as patinhas - são o único local que tem suor e portanto desenvolvem microorganismos chamados Pseudomonas e Proteus que fazem cheirar como “chulé” suave. Além disso, é normal que a gente ame o cheiro do nosso cachorro (mesmo que não seja gostoso para todo mundo)
 
  1. Quando eles sorriem
Por mais que alguém tente nos dizer que na verdade o cachorro está só ofegando para resfriar o corpo, ou que é a postura do rosto deles relaxado, a gente sabe quando é um sorriso, não é? Cada um sabe no seu cão como é diferente se um ofegar, ou de mostrar os dentes com raiva. E no fim os especialistas concordam: cães sorriem em resposta a nosso sorriso, e sorriem mais quando estão relaxados, brincando, cumprimentando alguém que conhecem e gostam e sendo apreciados. E quem não gosta disso tudo, né? Que sigam nos contagiando, que a gente ama.
 
  1. Quando aprendem algo novo
Até existe a expressão que cão velho não aprende truque novo, mas a gente adora relembrar que isso é pura mentira humana. Cães aprendem coisas novas a cada momento, e adoram! Fala a verdade, não é demais quando seu peludo entende algo novo, que você não ensinou? Só de observar, conseguem entender gestos (como pegar o controle remoto = hora de sofá, pegar o boné = hora do passeio, colocar sapato ou máscara = sair de casa). Até o fim da vida, sejam mini ou enormes, de apartamento ou de quintal, cães aprendem rituais, rotinas, significados de objetos, significados de gestos, de palavras e re relações. 
Como não amar?